Livros

Livros

segunda-feira, 3 de julho de 2017


"Este não é, definitivamente, um mundo de silêncio. Estamos submersos de gritos, vozes, apelos, sinfonias, buzinas, uivos, ladrares, choros, risos, sussurros, confissões… Basta fecharmos os olhos, numa tentativa surda de repouso, para compreender a utopia jamais tangível do silêncio… "
in "Queria rever o teu rosto ao entardecer"


Sem comentários:

Enviar um comentário